Análise de Ghost of Tsushima

Lançado como um exclusivo da Sony em 14 de maio de 2022 para PlayStation, Ghost of Tsushima tornou-se disponível para PC em 14 de maio de 2024. Este jogo de ação e aventura em terceira pessoa, similar a Grand Theft Auto, Assassin’s Creed e Red Dead Redemption, mergulha os jogadores nos eventos da invasão mongol ao Japão.

Enredo e Ambientação:

A história gira em torno de Jin Sakai, um nobre da Ilha de Tsushima e filho de Kazumasa Sakai, líder do Clã Sakai. Após testemunhar o assassinato de seu pai em combate, seu tio materno, o Senhor Shimura, líder do Clã Shimura, adota o jovem Jin como herdeiro. Anos depois, o imperador mongol Khotun Khan (que é baseado na figura histórica de Kublai Khan) invade a ilha de Tsushima e sequestra o Lorde Shimura, buscando a rendição do povo local. Jin acabou sobrevivendo à derrota de seus samurais pelos mongóis, e tem como missão resgatar seu tio. Durante sua jornada, o Sakai ajuda os habitantes da ilha com suas habilidades furtivas, ganhando o apelido de “Fantasma” pelos moradores.

Jogabilidade:

Ghost of Tsushima compartilha algumas mecânicas de Assassin’s Creed. O jogador pode escolher entre as habilidades de samurai ou as técnicas furtivas durante as missões. Como samurai, Jin segue um código de conduta que inclui combate corpo a corpo direto e garantir o golpe de misericórdia aos oponentes derrotados. Já como fantasma, ele age furtivamente, usando veneno, armadilhas e bombas, táticas que um samurai tradicional evitaria por questões de honra.

Como todo sandbox, Ghost of Tsushima apresenta missões principais e secundárias, além de eventos aleatórios e colecionáveis que concedem acesso a novas armas ou equipamentos.

Considerações Finais:

Na minha opinião pessoal, assim como aconteceu com o Red Dead Redemption em 2018, Ghost of Tsushima deveria ter ganhado o prêmio de Jogo do Ano em 2020 quando foi lançado inicialmente para PlayStation. A história de Jin Sakai, o Fantasma de Tsushima, é bem trabalhada. Ao longo de sua jornada, ele enfrenta várias provações que colocavam o seu código de samurai em cheque.

Se o jogador opta pelas táticas furtivas, Jin perde o respeito dos samurais; por outro lado, os moradores da ilha o admiram como o Fantasma, pois olham os samurais com desconfiança. De acordo com o Metacritic, Ghost of Tsushima recebeu a nota 8,7, enquanto a Game Informer avaliou o jogo com a nota 9. Assim, o game está acima da média; portanto, o preço do jogo também é alto devido às críticas positivas. Fora de promoção, o preço médio do game é de R$ 250,00.

One thought on “Análise de Ghost of Tsushima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *