AC4: Black Flag e Red Dead Redemption II

Vocês sabiam que Arthur Morgan visitou o lugar onde Edward Kenway se aventurou em Red Dead Redemption II, e Edward Kenway visitou o lugar onde Arthur Morgan se aventurou em Assassin’s Creed IV: Black Flag?

Assassin’s Creed IV: Black Flag é o sexto grande título da franquia Assassin’s Creed lançado. Apesar de não seguir o estilo clássico de Assassin’s Creed, é o melhor jogo que traz referências à Pirataria. Nele, jogamos com Edward Kenway, um ex-corsário britânico que viveu no Caribe no início do século XVIII.

Já Red Dead Redemption II é a prequela de seu antecessor, Red Dead Redemption, lançado em 2010. Nele, jogamos com Arthur Morgan, um fora-da-lei que ocupa o cargo de vice-líder da gangue de Dutch van der Linde. Arthur e sua gangue operavam no interior dos Estados Unidos com o objetivo de sobreviver às condições de sua época e tentar ter uma vida mais cômoda, cometendo latrocínios para isso. O jogo se passa no final do século XIX e início do século XX, durante o declínio do Velho Oeste Norte-Americano.

Edward Kenway no mapa de Red Dead Redemption II

Durante a sétima sequência de Assassin’s Creed IV: Black Flag, Edward Kenway, acompanhado pelo lendário pirata, Barba Negra, parte para a Carolina do Sul em busca de medicamentos que iriam curar a pandemia de varíola que afetou a República de Nassau. Esses remédios estavam sob custódia do Exército Britânico a mando de Woodes Rogers no meio do pântano. Após a morte de Barba Negra na Carolina do Norte durante a sequência 8, Edward retorna ao Caribe, e a região do Sul dos Estados Unidos não é mais visitada pelo jogador no modo livre.

Em Red Dead Redemption II, tanto a região da Carolina do Sul quanto a região da Carolina do Norte estão presentes para Arthur Morgan ou John Marston explorarem no modo livre, e a região pantanosa do Estado de Leymone é uma paródia que engloba toda a região sul dos Estados Unidos, próxima ao Rio Mississippi.

Arthur Morgan no mapa de Assassin’s Creed IV: Black Flag

Após o fracasso do assalto em Saint Denis, Dutch e os ‘sobreviventes’ de sua gangue, incluindo Arthur Morgan, Micah Bell, Bill Williamson e Javier Escuella, roubam um navio com destino ao Taiti, próximo à Oceania. No entanto, devido a uma tempestade em alto mar, o navio naufragou, resultando na gangue sendo levada para Guarma, em Cuba. Assim, inicia-se o capítulo 5.

Em Guarma, o objetivo da gangue é sobreviver à tirania do coronel Alberto Fussar, que era aliado pessoal de Leviticus Cornwall. Logo, ele se voluntariou para ajudar os Pinkertons a capturar os membros da Gangue do Van der Linde. Após eliminar o coronel Fussar e escapar da ilha com Dutch e os demais membros da gangue, não é mais possível voltar a Guarma com Arthur ou John no modo livre do jogo.

Em Assassin’s Creed IV: Black Flag, todas as ilhas caribenhas nos arredores de Cuba estão presentes para Edward Kenway explorar com o seu navio, o Gralha. A região de Guarma que apareceu em Red Dead Redemption II é uma fortaleza localizada no litoral ao norte de Cuba. Provavelmente, a região de Guarma fica ao lado de Havana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *