Microsoft vai adquirir Estudio Japones?

Não muito tempo atrás, a Microsoft chocou o mundo dos jogos com a aquisição da Activision Blizzard por quase US$ 70 bilhões. Não seria o caso se, na boca de Sonysta, o Xbox não fosse exclusivo. A empresa vem adquirindo vários estúdios nos últimos anos, e a aquisição da Bethesda no ano passado os surpreendeu – seu próximo grande título, Starfield, será exclusivo para console doméstico.

O chefe Phil Spencer também parece querer expandir a presença de sua marca em solo japonês. A marca Xbox nunca teve muito lar no Japão, mas o Xbox Series S/X parece surpreso, tendo vendido mais de 100.000 unidades no ano passado – ainda 11 vezes menos que o 1,1 milhão de Playstation 5. Spencer já manifestou interesse em adquirir um grande estúdio japonês, mas é possível?

O consultor e autor Nathan Brown comentou que, embora não seja impossível, é improvável que aconteça. Pouco dinheiro? não completamente. Em 2019, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento classificou 196 países que receberam investimento estrangeiro direto: o Japão ficou em último lugar, atrás da Coreia do Norte.

A questão é que as empresas japonesas não gostam de ser adquiridas por empresas de fora, tanto que até hoje nenhum grande estúdio de jogos japonês foi adquirido por uma empresa de outro país, nem mesmo da Ásia. Brown se referiu a comentários do analista japonês Serkan Toto, que acredita que, se ocorrer uma fusão (o que é bastante comum no país, inclusive nesse setor), deve ser entre empresas japonesas. Ele comentou que a aquisição do estúdio local pela Microsoft “seria uma notícia maior do que a Actvision”.

Microsoft Studios agora passa a ser conhecida como Xbox Game Studios | Voxel
Estudios

Dito isto, o mais provável de fazê-lo é a Sony. Talvez não com um gigante como Capcom ou Square Enix, mas com alguns estúdios menores. Toto acredita que a Sony está planejando algo assim – a empresa também está em uma onda de aquisições desde pelo menos o ano passado, mais recentemente comprando a Bungie, responsável por Destiny.

Vale lembrar que a Microsoft já fez parceria com empresas japonesas no passado. Alguns anos atrás, a PlatinumGames estava trabalhando em Scalebond, um jogo de ação de dragão exclusivo para Xbox. O projeto foi cancelado devido a problemas de produção. Isso não impediu o diretor de platina Hideki Kamiya de prestar homenagem a Phil Spencer e ainda esperar que eles pudessem trabalhar no futuro.

menkay

Estudou na instituição Leonardo Da Vince, cursou Tecnólogo de Segurança do trabalho, fez Design no CETEB, Amante de literatura e Criador do canal do Menkay, sua paixão é produzi conteúdo para youtube de games.

http://www.menkay.com.br